Quinta, 28 Outubro 2021

Notícias de Barueri

Mulheres protestam após exclusão de cargo em creches de Barueri (SP)

Funcionárias da prefeitura trabalham em 48 creches como agentes de desenvolvimento infantil e alegam que cargo foi excluído ilegalmente

 

Um grupo com cerca de 200 mulheres faz uma manifestação no calçadão em frente à Prefeitura de Barueri, na avenida Vinte e Seis de Março, na região central de Barueri, região metropolitana de São Paulo, na manhã desta quinta-feira (10).

Leia também: MP cobra transparência de acordo entre o governo de SP e Sinovac

 

As manifestantes são funcionárias da prefeitura, que trabalham em 48 creches do município como agentes de desenvolvimento infantil, e acusam o prefeito e os vereadores de excluir o cargo ilegalmente duarnte uma votação nesta quarta-feira (9).

O grupo conversou com a secretária administrativa da prefeitura, e na sequência cantaram músicas e se sentaram nas escadas em forma de protesto. A ideia das mulheres é andar da sede da prefeitura até a Câmara Municipal de Barueri.

Leia também: Homem mata irmão com golpes de faca e é preso em São Paulo

 

De acordo com as servidoras, a manobra foi feita para abrir 1.400 vagas para um novo cargo semelhante, exigindo a realização de um novo concurso público. Assim, as cerca de 1.200 funcionárias já concursadas seriam realocadas para outras funções na prefeitura.

Elas afirmam também que houve acréscimo de duas horas na carga horária e inalteração do salário no novo cargo que foi criado. Para as servidoras, isso caracterizaria desvio de função e de finalidade, além de improbidade administrativa.

O grupo disse que vai entrar com uma ação judicial contra a determinação da prefeitura.

Fique por dentro do que acontece em COTIA, BARUERI, ITAPEVI, IBIÚNA, VARGEM GRANDE PAULISTA E NO BRASIL.

Siga-nos!