Quinta, 28 Outubro 2021

Notícias Gerais

A Vigor Alimentos apresenta o primeiro iogurte em embalagem de papel do País. Batizada de Vigor Simples, a novidade chega dentro de uma linha com poucos ingredientes, todos naturais.

A marca traz ao varejo um produto composto apenas de ingredientes naturais, com alto teor de proteína e em embalagem alternativa ao plástico: seu material é biodegradável, de fonte renovável e possui maior nível de reciclabilidade.

Além disso, a impressão das informações sobre o produto é feita diretamente no pote, dispensando a necessidade de um material a mais para descarte. A nova linha de iogurte não contém aditivos, como conservantes, corantes e espessantes, sendo produzida apenas a partir de leite, fermento lácteo, açúcar demerara e geleia de fruta. O nome do produto, Vigor Simples, foi escolhido para refletir a simplicidade das composições do iogurte, feito só de quatro ingredientes, e de sua embalagem, que além de todas as características citadas, tem layout claro e minimalista.

Segundo a Vigor, com a nova embalagem, aproximadamente 15 toneladas de plástico deixarão de ser colocadas no mercado em 2021. A estimativa foi feita por comparação com a produção de uma embalagem plástica de gramatura equivalente.

Para lançar a embalagem de papel, a Vigor utilizou uma tecnologia inovadora, que usa um processo específico de solda para garantir a duração da embalagem durante todo o período de validade do produto, preservando a qualidade e a proteção necessárias para a integridade do alimento. As embalagens têm um QR code que, ao ser acessado, entrega aos consumidores informações sobre a novidade e locais onde encontrar o produto.

O lançamento tem os sabores Tradicional, Damasco e Frutas Vermelhas.

De acordo com Flávia Drummond, Diretora de Marketing da Vigor, o Vigor Simples representa mais um passo da marca em direção à inovação e à sustentabilidade. “Estamos trazendo à categoria um iogurte muito saudável e natural, para atender à demanda de consumidores atentos aos ingredientes que estão ingerindo. Esse público, que também se preocupa cada vez mais com impactos ambientais, motivou-nos a ir além e desenvolver uma embalagem única no país”, diz ela

A Coca-Cola anunciou nesta quinta-feira (11/2) que vai testar, na Europa, o primeiro protótipo de garrafa de papel, desenvolvida em conjunto com a The Paper Bottle Company (Paboco).

A tecnologia desenvolvida pela Paboco é projetada para criar garrafas 100% recicláveis feitas de madeira de origem sustentável, com uma barreira de material de base biológica capaz de resistir a líquidos, CO2 e oxigênio.

O protótipo da garrafa de papel é 100% reciclável e, atualmente, consiste num invólucro de papel com uma tampa de plástico e um fino revestimento de plástico reciclável no interior. O objetivo final é construir uma garrafa que pode ser totalmente reciclada como papel.

O teste está programado para acontecer no segundo trimestre deste ano, utilizando a bebida à base de plantas AdeZ, que vai ser oferecida a 2000 consumidores na Hungria.

“O teste que anunciamos hoje é um grande marco na nossa procura pelo desenvolvimento de uma garrafa de papel”, afirmou Daniela Zahariea, diretora técnica de Supply Chain & Inovação para a Coca-Cola Europa. “As pessoas esperam que a Coca-Cola desenvolva e traga ao mercado novos tipos de embalagens, inovadores e sustentáveis. É por isso que estabelecemos parcerias com especialistas como a Paboco, experimentando e conduzindo este primeiro teste no mercado.” “Esse lançamento é um passo importante para ver como o protótipo da garrafa de papel se comporta e como os consumidores reagem”, explica Stijn Franssen, gerente de Desenvolvimento e Inovação em Embalagens para o mercado EMEA (Europa, Oriente Médio e África) da Coca‑Cola. “Esse é um passo importante para nós, pois significa que saímos do laboratório e entramos no mundo real. E que, pela primeira vez, os consumidores vão realmente beber um dos nossos produtos num tipo potencialmente novo de embalagem de papel”, acrescentou.

Na Grande São Paulo, a Prefeitura de Carapicuíba realiza novo concurso com 55 vagas para professor de Educação Básica I.

Do total de vagas, 52 são para ampla concorrência e três para pessoas com deficiência. O salário inicial é de R$1.999,85 mais benefícios previstos em lei. A jornada de trabalho será de 30 horas por semana.

O cargo de professor de Educação Básica I tem como requisito o nível superior completo em curso de Licenciatura, de graduação plena em Pedagogia ou Normal Superior.

Os aprovados atuarão com turmas de Educação Infantil e Ensino Fundamental nos anos iniciais. Além da modalidade de educação de jovens e adultos. O município de Carapicuíba, localizado a cerca de 21 km de São Paulo Capital, contrata pelo regime estatutário, que assegura a estabilidade.

As atribuições dos professores de Educação Básica I serão: reger turmas, planejar, ministrar aulas em disciplinas e áreas de estudos definidas e desenvolver outras atividades de ensino previstas no projeto político-pedagógico da unidade escolar.

As inscrições do concurso foram abertas nesta quarta-feira, 17. Os interessados podem se cadastrar até 17 de março, pelo site da RBO, banca organizadora .

O primeiro passo é preencher a ficha com todos os dados necessários. Em seguida, gerar o boleto e pagar a taxa de R$25,44. O pagamento poderá ser realizado até 18 de março. Não há possibilidade de isenção total ou parcial do valor.

Resumo concurso Carapicuíba SP

  • Órgão: Prefeitura de Carapicuíba
  • Vagas: 55
  • Cargo: professor de Educação Básica I
  • Requisito: nível superior completo em curso de Licenciatura, de graduação plena em Pedagogia ou Normal Superior
  • Salário: R$1.999,85
  • Banca: RBO Concursos
  • Inscrições: 17 de fevereiro a 17 de março

Concurso Carapicuíba SP: provas estão marcadas para abril

Os candidatos do concurso Carapicuíba SP serão avaliados por provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório. A aplicação está marcada para o dia 11 de abril, no próprio município.

Ao todo, serão cobradas 40 questões de múltipla escolha, distribuídas da seguinte forma:

  • Língua Portuguesa – 15 questões;
  • Matemática – 5 questões;
  • Conhecimentos Específicos – 20 questões.

As provas objetivas serão avaliadas na escala de zero a 100 pontos. De acordo com o edital, será habilitado quem obtiver o total de pontos igual ou superior a 50.

Os classificados ainda serão submetidos a prova de títulos, de caráter classificatório. Deverão ser apresentados documentos que comprovem pós-graduação Latu Sensu (especialização), mestrado ou doutorado na área da Educação.

A nota final será igual a pontuação no exame objetivo, acrescida dos pontos na avaliação de títulos.

A validade do concurso será de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período. Enquanto o resultado estiver válido, a prefeitura poderá convocar aprovados para suprir a necessidade de novos professores.

Prepare-se para o concurso Educação de Carapicuíba SP 

Com a abertura do concurso Carapicuíba SP, a recomendação é começar os estudos com base no conteúdo cobrado no edital. 

Você sabia que a Folha Dirigida também tem cursos preparatórios? A Folha Cursos traz uma preparação otimizada e sem enrolação. São videoaulas, material escrito e questões relacionadas comentadas.

 

 

 

 

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) cancelou o ponto facultativo de Carnaval e as suspensões de expediente previstas para os dias 15 e 16 de fevereiro. A medida considera a decisão do Governo do Estado – conforme recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus – sobre o cancelamento do feriado em todo o território paulista e tem o intuito de conter a expansão da pandemia da COVID-19. 

A Presidente do TCESP, Conselheira Cristiana de Castro Moraes, também comunicou por meio do Ato GP n° 03/2021, publicado no Caderno Legislativo do Diário Oficial de 4 de fevereiro, que o horário de expediente no dia 17 de fevereiro foi restabelecido. Dessa forma, tanto a Sede, localizada na Capital paulista, quanto as 20 Unidades Regionais do TCESP no interior e no litoral terão expedientes regulares de 15 a 17 de fevereiro.  A íntegra do ato está disponível pelo link https://bit.ly/2LFXK2M.

. Sessões

Com transmissão em tempo real pela internet, a Corte de Contas realiza na terça-feira (16/2), por videoconferência, sessões ordinárias da Primeira e da Segunda Câmaras. A Segunda Câmara, sob o comando do Conselheiro Dimas Ramalho e composta pelo Conselheiro Renato Martins Costa e pela Auditora-Substituta de Conselheiro Silvia Monteiro, se reúne às 10h00, para a 3ª sessão de julgamento do ano.

Presidida pelo Conselheiro Antonio Roque Citadini e integrada pelo Conselheiro Sidney Estanislau Beraldo e pelo Auditor-Substituto de Conselheiro Valdenir Antonio Polizeli, a Primeira Câmara realiza os julgamentos previstos em pauta a partir das 14h30.

Já o Colegiado do TCESP se reúne na quarta-feira (17/2), a partir das 10h00, para a realização da 3ª sessão ordinária do ano sob a Presidência da Conselheira Cristiana de Castro Moraes. Participam dos trabalhos os Conselheiros Antonio Roque Citadini, Renato Martins Costa, Dimas Ramalho e Sidney Beraldo, e os Auditores-Substitutos de Conselheiro Silvia Monteiro e Valdenir Antonio Polizeli.

A relação dos processos que constam da Ordem do Dia das sessões pode ser consultada por meio do link https://www.tce.sp.gov.br/sessoes. As atividades são transmitidas simultaneamente pela internet, por meio da TVTCE (https://bit.ly/2ZbfF4o), e pelo canal oficial da Corte de Contas paulista no YouTube.

Dados registram o terceiro maior índice e a quarta pior média de óbitos de toda a pandemia.

 

Entre ontem e hoje, foram computados 1.452 novos óbitos causados pela covid-19, o maior índice registrado em 2021 e o terceiro maior de toda a pandemia. Assim, não só elevou o total de vítimas para 236.397 como registrou a quarta pior média de óbitos de toda a pandemia. A taxa ficou em 1.073 óbitos nos sete dias anteriores — o que também a maior registrada este ano.

O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa, baseado nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde. Até então, o maior número de mortes pela doença em 2021 havia sido verificado em 28 de janeiro (1.439).

Desde o início da pandemia, em março de 2020, a marca só não foi maior do que as registradas em 29 de julho (1.554) e 4 de junho (1.470).

Com relação à média móvel, o maior número até então neste ano havia sido computado em 30 de janeiro (1.071). Não se via uma marca tão alta desde 26 de julho (1.074). O recorde (1.097) foi computado em 25 de julho.

Segunda pior fase da pandemia, mas estável

Este é o segundo maior período no qual o Brasil apresenta média de mortes por covid-19 acima de mil em toda a pandemia. Já são 22 dias. A sequência mais longa ocorreu entre 3 de julho e 2 de agosto (31 dias).

Apesar dos valores altos, o Brasil está estabilizado na média móvel, com variação de 0% em comparação há 14 dias. Apenas a região Sul segue em queda (-26%), enquanto o Nordeste apresenta aceleração (16%) e as demais estão estabilizadas: Centro-Oeste (3%), Norte (10%) e Sudeste (2%).

Nos estados, sete apresentam aceleração nos óbitos, enquanto 14 e mais o Distrito Federal permanecem estáveis e outros cinco têm queda. De ontem para hoje, houve 53.993 diagnósticos positivos para a doença, atingindo um total de 9.716.298 infectados desde o início da pandemia.

Dados da Saúde

Em boletim divulgado nesta quinta-feira (11), o Ministério da Saúde informou que o Brasil registrou 1.351 novas mortes causadas pela covid-19 nas últimas 24 horas.

Esta é a terceira maior marca do ano, de acordo com os números fornecidos pela pasta. Trata-se do terceiro dia consecutivo com mais de 1,3 mil óbitos computados pelo Ministério. De ontem para hoje, houve 54.742 novos casos confirmados de covid-19. Desde o início da pandemia, o país chegou a um total de 9.713.909 infectados pelo novo coronavírus. Segundo o governo federal, 8.643.693 pessoas se recuperaram da doença, com outras 834.015 em acompanhamento.

Do Uol

Foto: Luciana Oliveira/Portal Viva Cotia

Entre as coisas que o "novo normal" trouxe para a realidade do brasileiro que compra carros zero km, uma delas é a reserva de pré-venda. Com uma procura antecipada grande pelo Corolla Cross, o SUV do Corolla, a rede de concessionárias da Toyota está pedindo um sinal de R$ 5 mil para garantir um lugar na pré-venda.

Se você deixar esse sinal, terá direito a uma boa posição na pré-venda, o que, em tese, garante que receberá o veículo no primeiro lote. A pré-venda realmente vai abrir só no dia 18 de fevereiro, logo após a data que seria o carnaval deste ano. Em contato com concessionários que pedem o valor, nenhum deles tinha ainda informações de versões ou preço, vale reforçar.

Ou seja, quem está fazendo a reserva nas concessionárias, está fazendo no "escuro", sem conhecer as versões que realmente serão oferecidas ou mesmo o preço. No caso de confirmar a reserva do novo modelo, o cliente terá no valor final da versão escolhida os R$ 5 mil abatidos. 

Certo sobre o novo SUV é que ele terá os mesmos motores que o Corolla sedã. Isso significa o uso do 2.0 Dynamic Force, flexível, de até 177 cv nas versões de entrada e para as mais caras, o conjunto híbrido composto do 1.8 flexível de até 101 cv com o elétrico de 72 cv, que combinados entregam 122 cv e 14,5 mkgf (combustão) e 16,6 mkgf (elétrico). O câmbio é sempre o automático CVT. 

 

Resultado de imagem para Toyota Corolla Cross

Resultado de imagem para Toyota Corolla Cross

Resultado de imagem para Toyota Corolla Cross

Resultado de imagem para Toyota Corolla Cross

 

O Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou ontem, em decisão unânime, a admissibilidade da denúncia de quebra de decoro parlamentar contra o deputado Fernando Cury (Cidadania). Cury foi flagrado pela câmera da Alesp abraçando por trás e apalpando os seios da deputada Isa Penna (PSOL). A cena ocorreu no plenário, em 16 de dezembro, durante votação do orçamento do estado. Enquanto Penna conversava com a Mesa Diretora, Cury se aproximou. Mesmo repelido, insistiu na abordagem.

O episódio levou Isa a denunciá-lo ao Conselho de Ética, e ele enfrenta processos relativos ao caso em outras esferas: dentro de seu partido e no Ministério Público de São Paulo. Em sua defesa prévia apresentada na segunda-feira ao conselho, Cury negou ter apalpado o seio da deputada. No documento de 32 páginas, o advogado de Cury, Roberto Delmanto Júnior, refere-se ao gesto em questão como “rápido e superficial abraço”

 A presidente do Conselho de Ética, Maria Lúcia Amary (PSDB), designou o deputado Emídio de Souza como relator do caso. Ele terá até 15 dias para apresentar seu parecer. O colegiado pode decidir pela absolvição, advertência, suspensão ou até a cassação de Cury. Caso a penalidade mais grave seja escolhida, o caso segue para o plenário da Alesp.

Fique por dentro do que acontece em COTIA, BARUERI, ITAPEVI, IBIÚNA, VARGEM GRANDE PAULISTA E NO BRASIL.

Siga-nos!