Quinta, 28 Outubro 2021

Notícias de Saúde

ESTADÃO ALERTA PARA SEGUNDA ONDA DO CORONAVIRUS

Wuhan é uma cidade de 11 milhões de habitantes na região central da China. Ela ficou conhecida após se tornar o primeiro epicentro do novo coronavírus, no fim do ano passado. Agora, passado o surto por lá, a população local se prepara para retomar a normalidade após meses de confinamento. Mas não na velocidade que gostaria. Contamos aqui que essa abertura está ocorrendo em marcha lenta diante do receio de um novo aumento de infecções, o que poderia levar a uma segunda onda de casos.


Essa não é só uma preocupação da China. Contamos hoje que outros países asiáticos, como Japão, Coreia do Sul, Cingapura e Taiwan, também estão acompanhando de perto a possibilidade de um novo crescimento da doença por causa dos casos importados de outros lugares. Assim, levantaram restrições em fronteiras, com controle rígido. "O sucesso de qualquer país na contenção pode ser tênue e o mundo pode permanecer em um tipo de bloqueio indefinido", diz a reportagem. Mostramos o caso da Alemanha, onde o vírus parece estar matando menos. Mesmo lá, a sensação é de cautela porque o pior ainda pode estar por vir.

No Brasil, ainda estamos conhecendo a força da primeira onda. Chegamos hoje a 5.717 casos e 201 mortes - o Estado de São Paulo teve recorde de mortes em um dia, 23. Para melhor compreensão da situação Estado a Estado, preparamos este novo painel. Confiram o dado da sua região, a publicação está aberta para leitura de todos. Quem já reflete como sairemos da atual situação é o biólogo e colunista do Estadão Fernando Reinach, com mais um texto valioso - aliás, reunimos aqui 12 colunas dele sobre o coronavírus. Hoje, ele voltou a cobrar um monitoramento mais preciso da doença. "Só com muitos testes nos organizaremos para sair do isolamento de maneira segura", escreve ele. Até lá, podemos esperar uma piora do quadro antes dos primeiros sinais de melhora.

 

GRÁFICO DO ESTADÃO MOSTRA COMO ESTÁ O AVANÇO DO CORONAVIRUS NO BRASIL

acesse o link

Fique por dentro do que acontece em COTIA, BARUERI, ITAPEVI, IBIÚNA, VARGEM GRANDE PAULISTA E NO BRASIL.

Siga-nos!